Paul Harris - O fundador do Rotary

Um dos fundadores do Rotary International foi o advogado Paul Percy Harris, nascido em 19 de abril de 1868 na cidade de Racine, às margens do Lago Michigan, Estado de Wisconsin, 60 milhas ao norte de Chicago, nos Estados Unidos da América.

Paul foi viver com seus avos paternos em Wallingford, junto com o irmão Cecil e o pai George. Devido a dificuldades financeiras, mudaram-se, pelo menos duas vezes, de Cidade e Estado.

Concluídos os estudos preliminares, nas escolas de Vermont e Princeton, Paul, aconselhado pelo avô, foi estudar Direito na Universidade de Yowa City.

Formado em 1881, viajou durante cinco anos antes de iniciar o exercício da profissão, inicialmente pelo noroeste do País até San Francisco.
Neste período realizou vários tipos de trabalho para se manter, exerceu várias atividades profissionais como: professor, ator, trabalhador rural, representante de empresas – viajante.

Durante estes cinco anos, esteve na Europa e em vários países. Voltando a Chicago, no ano de 1896, montou escritório de advocacia. O ambiente da cidade era corrupto, com incêndios fraudulentos e falências, melhorando em 1900 quando do fechamento das casas de jogos e tavernas, a promulgação da Lei Federal de Falências e a segregação da prostituição.

Sócio do Clube de Imprensa, Paul escrevia contos para um sindicato de jornais; freqüentava restaurantes e igrejas de diferentes cultos; e no período de 15 anos residiu em trinta lugares diferentes, embora mantendo o mesmo endereço profissional.Foi advogado durante 32 anos, membro do Colégio de Advogados de Chicago, do Colégio de Advogados do Estado de Illinois, do Colégio Americano de Advogados e Presidente da Comissão de Ética Profissional do Colégio de Advogados de Chicago.

A idéia de Rotary surgiu em 1900, durante encontro em Rogen Park, de Paul Harris com outro advogado. Impressionado pelo relacionamento fraterno do colega nos armazéns e fábricas da região, ocorreu-lhe a iniciativa de procurar converter os clientes em amigos.

Silvester Schielle (negociante de carvão de pedra), Gustav Loehr (engenheiro de minas), Hiran Shorey, (dono de uma alfaiataria), fizeram com ele a primeira reunião na noite de 23 de fevereiro de 1905, no Edifício Unity, na North Dearborn Street n° 127, 7° andar. Os quatros eram pessoas afáveis, acessíveis, procedentes de pequenas comunidades da Nova Inglaterra e de ascendência alemã, sueca e irlandesa, adotando as religiões protestante, católica romana e judaica, respectivamente.

O primeiro Presidente foi Silvester Schielle, cliente de Paul, que com ele havia almoçado naquele dia em um restaurante italiano, para conhecer o projeto; Gus convidou Hiram Shorey; e Paul Harris declinou de qualquer cargo, só aceitando a Presidência dois anos mais tarde. Três itens do seu programa: estimular o crescimento do clube, estender o movimento a outras cidades e acrescentar Serviços à Comunidade aos objetivos do Rotary.

Na segunda reunião, Harry Rugles, impressor, sugeriu que se cantasse nas reuniões. Até o fim do ano, já eram trinta sócios. Apesar de fazer sobressair o relacionamento comercial entre os sócios, já existia a idéia predominante de dar de si e não de receber. A dádiva combinava melhor com outra idéia que a completava: a amizade.

Segundo o plano original do clube, haveria rotação – tanto no que se refere ao local de reunião, como à Presidência, até que usou-se o critério de duração de apenas um ano (como meio de assegurar a freqüência, se a condição de sócio dependesse da reeleição). Os sócios eram multados em cinqüenta centavos de dólar em caso de não comparecimento às reuniões, não se aceitando justificativa; e essa receita cobria os gastos do clube.

O primeiro projeto comunitário surgiu em 1907: com a instalação do primeiro sanitário público da cidade de Chicago, localizado perto da Prefeitura. Veio então a criação de um segundo clube em San Francisco, Califórnia, e de mais três clubes no ano seguinte.

Em 1910 existiam dezesseis clubes, com 1.500 sócios. Foi realizada a primeira Convenção, congregando-se os clubes na Associação Nacional de Rotary Clubs. Paul Harris foi eleito Presidente da Associação e Chesley Perry, sócio desde 1908, conhecido como ''o construtor do Rotary '', servindo com secretário. Nessa Convenção, por proposta de Arthur Frederick Sheldon, professor de marketing, foi adotado o lema ''Mais se beneficia quem melhor serve a seus companheiros''.

Na segunda Convenção, em Portland, Oregon, no ano de 1911; Paul foi reeleito, dedicando-se ao desenvolvimento e expansão. Aprovou-se proposta de Benjamim Franklin Collins, adotando-se o lema ''Servir, porém não a si próprio''. Só quarenta anos depois, na Convenção de 1950, em Detroit, Michigan, foram oficialmente designados os lemas ''Mais se beneficia quem melhor serve'' e ''Dar de si antes de pensar em si''.

O primeiro Rotary Club fundado fora dos EUA, foi, o de Winnipeg, Manitoba, Canadá, também em 1911. Nesse ano nasceu ''THE NATIONAL ROTARIAN'', publicação antecessora da revista ''THE ROTARIAN''. Ainda em 1911 foram organizados os clubes de Dublin e Belfast, na Irlanda, Londres e Manchester, na Inglaterra. Mais tarde fundaram-se os clubes de Glasgow e Edimburgo, na Escócia.

Na convenção de Duluth, Minnesota, em 1912, o nome foi mudado para Associação International de Rotary Clubs, e encurtado, em 1922, para ''Rotary International''.

O emblema primitivo, da simples roda da carroça (em movimento na poeira), desenhado em 1905 por Montagne M. Bear, gravador, sócio do clube de Chicago, só foi alterado, oficialmente, em 1923, para a atual roda denteada (24 dentes, 6 raios e rasgo de chaveta, para significar que a roda era dinâmica e não estática).

O primeiro Rotary Club em país cujo idioma não era o inglês, foi o de Havana, Cuba, em 1916 (que não mais existe). Na década de 20, implantaram-se nas Américas do Sul e Central, na África, Austrália e Ásia. Em 1923 foi fundado o R.C. do Rio de Janeiro, em 1924 o de São Paulo e em 1927 o R.C de Santos.

A Convenção Internacional de 1921 em Edimburgo, Escócia incorporou, formalmente, ao objetivo de Rotary, a Avenida de Serviços Internacionais.

Em 1926, o Rotary Club de Londres, por dois de seus sócios (Sidney W. Pascall – Presidente do Rotary International em 1931/32 e Vivian Carter – Secretário Geral da RIBI, na época), propôs o Plano de Alvos e Objetivos, que, aprovado, em 1927, pela Convenção de R.I. de Oostende, na Bélgica, resultou na fixação dos ''4 canais'' (mais tarde chamados de ''Avenidas de Serviço''), que são parte do programa de Rotary e operam onde quer que este funcione.

A organização do Rotary foi precursora de outros grandes clubes de serviço, tais como o Kiwanes International, em 1915, Lions International, em 1917; e Optimist International, em 1919. Tanto assim, que, ao despedir-se, após 32 anos de trabalho profícuo, o Secretario Geral George R. Means disse que ''o melhor do Rotary ainda está por vir''.

Paul Harris foi casado com Jean Thompson, natural de Edimburgo, Escócia. Conheceram-se, em 1907, no Chicago Praire Club, tendo se unido em matrimônio três meses depois de se haverem conhecido. Dois anos após Paul e Jean instalaram-se em casa própria, chamada ''Comely Bank'' – nome da rua da cidade escocesa onde nasceu ela nasceu.

Paul faleceu em 27 fevereiro de 1947, aos 79 anos, tendo sido sepultado em Chicago, próximo ao local onde está enterrado o seu grande amigo Silvester Schielle. Sua esposa Jean morreu em 9 de novembro de 1963, aos 82 anos de idade.

Nossos Patrocinadores

Alziro
Multicolor
TINTAS PARA PAREDE
Alphaquip EMPILHADEIRAS
Fone - 4198 3553